A doença de Alzheimer é a principal causa de demência no mundo

causa do Alzheimer

O mal de Alzheimer, mais conhecida como doença de Alzheimer, é uma doença degenerativa e progressiva que causa atrofia no cérebro, induzindo assim a demência em paciente com mais idade.

Vivemos em um país que OMS (Organização Mundial de saúde) estima que vai ser o país com maior incidência e prevalência da doença de Alzheimer, países em desenvolvimento vão suportar o maior número da doença. Agora nos países que já são desenvolvidos esse número cai.

O que quer dize com essas estimativas? Isso quer dizer que só de uma pessoa aprender outras línguas, ela consegue atrasar 5 anos do adoecimento, um pais que pouco oferece para uma população, acaba adoecendo seus habitantes. Controlando a alimentação, evitando os alimentos mais consumidos dos brasileiros que é o carboidrato, conseguimos retardar o aparecimento da doença. Prestando atenção no que fazemos é uma parte essencial para cada indivíduo.

O que causa a doença de Alzheimer?

Por ser uma doença de patologia desconhecida não sabemos as causas.

Por isso, é muito importante prestar atenção em qualquer alteração que venha acontecer, conheça alguns sinais da doença de Alzheimer.

São elas:

  • Perda de memória frequente e progressiva
  • Confusão
  • Perda de capacidade para executar tarefas diárias
  • Insensibilidade e isolamento
  • Alterações na personalidade
  • Desorientação
  • Trocar o lugar das coisas

Ainda não foram descobertas a cura ou prevenções da doença, embora exista medicações disponíveis que podem controlar alguns sintomas.

A ajuda dos familiares e amigos nessa situação é indispensável, fazem toda a diferença na forma como descobre a doença.

 

Obter o diagnóstico do Alzheimer o mais rápido possível

Por esse motivo é muito importante, obter o diagnóstico precoce para que dessa forma consiga retardar o seu avanço, o mal de Alzheimer vai se agravando com o passar do tempo. Um dos maiores fatores de risco é a idade avançada.

Além da idade, existem outros fatores de risco importantes também, o histórico familiar é uma peça chave na hora de diagnosticar o Alzheimer precoce, pois pessoas com parentesco próximo tem a maior chance de desenvolver a doença.

Outros fatores importantes que podem desencadear a doença são:

  • Sedentarismo
  • Tabagismo
  • Hipertensão
  • Colesterol elevado
  • Diabetes Mellitus
  • Depressão após os 50 anos de idade

 

Reduzindo o risco do desenvolvimento do Alzheimer

Mas existem formas de evitar, que é estimulando o cérebro fazendo atividades, para reduzir o risco do desenvolvimento do Alzheimer, tais como:

  • Exercícios físicos
  • Leitura frequente
  • Tocar instrumentos musicais
  • Interagir com as pessoas
  • Fazer palavras cruzadas
  • Grau de escolaridade
  • Aprender coisas novas

É de estrema importância ressaltar que pequenos esquecimentos são comuns e acontece com todos, principalmente em episódios de estresse e cansaço. Portanto vale lembrar que lapsos recorrentes de falhas de memória é bom consultar um especialista da área medica.

Esquecimentos de pessoas com demência é diferente do esquecimento do dia-a-dia como, esquecer de ir em uma reunião marcada, esquecer de ir em uma consulta é considerado um esquecimento normal.

O esquecimento da demência, é não conseguir fazer suas tarefas do cotidiano como, guardar o ferro de passar roupas na geladeira, esquecer de toma banho e outros.

Gostou de nosso artigo? Conheça outras publicações neste link, aproveite e deixe também um comentário abaixo com suas sugestões. Você será sempre bem vindo!

 

Vídeo | Doença de Alzheimer – Causas e Prevenção